PLANTAS TROPICAIS QUE AMAMOS: BROMÉLIAS

Adoramos incorporar algo de inusitado em nossas mesas. Tornar algo simples do dia-a-dia parte da decoração é uma delícia, como fizemos no dia em que reunimos amigos queridos para assistir ao Super Bowl. A mesa, que vocês podem conferir aqui, levava pallets de feira, garrafas vazias de cerveja e muitas, muitas bromélias. Também usamos muitas bromélias na feijoada que fizemos no ano passado, que vocês podem conferir aqui.

Ficamos tão impressionadas com a beleza dessas plantas que escolhemos uma delas em particular – a Vriésia vermelha – como nossa flor da semana.

BromeliaV2Créditos da foto: http://estagiositiodosherdeiros.blogspot.com.br/2013/11/bromelia-planta-do-mes-de-novembro.html

Foi com a ajuda indispensável do querido Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, que reunimos as informações que mostraremos a vocês hoje. Sergio, querido, registramos aqui, mais uma vez, todo nosso carinho e admiração por você e nosso muito obrigada, sempre!

As Bromélias são plantas tipicamente tropicais, exclusivas do continente americano e bastante utilizadas tanto no paisagismo de áreas externas como na decoração de interiores. Pertencem à família Bromeliaceae e foram nomeadas em homenagem ao botânico sueco Olof Bromelius.

Dentre as mais de 3.000 espécies existentes, destaca-se a imponente Vriésia vermelha, planta híbrida pertencente ao gênero Vriesea, em referência ao médico e botânico holandês Willem Hendrik de Vriese.

Bastante popular, a Vriésia também é conhecida simplesmente como bromélia vermelha ou espada de fogo. Assim como as orquídeas, a bromélia vermelha é epífita, ou seja, ela é adaptada para viver sobre outras plantas, e, mais especificamente, sobre troncos das árvores.

O vermelho dessas bromélias vem de suas brácteas, que são folhas modificadas com a função de proteger as flores, que são menores e mais discretas. Outras Vriésias também apresentam tons de amarelo e laranja.

O cultivo da Vriésia vermelha é muito semelhante ao das orquídeas. Ela não pode ser exposta ao sol direto nem a fortes correntes de vento. Por ser uma planta tropical, não se adapta a climas muito frios ou ambientes com pouca luminosidade. É importante providenciar um substrato que permita a rápida drenagem da água, já que a Vriésia não tolera ficar com as raízes encharcadas por muito tempo.

Sua floração costuma durar bastante tempo e ocorre durantes os meses do verão e outono.

Excelente para usar já, não é verdade? Um beijo!

Deixe uma resposta