PERFUMADO E VERSÁTIL ALECRIM

Presença frequente em nossas mesas, das mais despojadas – como as pizzadas que mostramos a vocês aqui, aqui e aqui, o picnic que vocês conferem aqui e este churrasco aqui – às mais clássicas e elegantes, como este café da manhã aqui e esta mesa no jardim, o alecrim é uma das plantas mais versáteis que conhecemos.

Além de decorar nossos encontros com gente querida, o alecrim ainda é personagem de várias de nossas receitas, basta conferir esta barquinha de tapioca, este pirulito de parmesão ou este delicioso filé mignon com batatas rústicas.

Diante disso, nesta semana, com a ajuda sempre tão gentil do querido Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, um blog absolutamente imperdível para todos os que compartilham a nossa paixão pelas flores, decidimos falar sobre ele.

FlorDaSemana - alecrim

O Alecrim é um arbusto bastante utilizado no paisagismo dos jardins de países de clima mediterrâneo, de onde é originário. Pode ser facilmente podado, de modo a apresentar diferentes formas, frequentemente utilizado em topiaria. As flores são brancas, rosadas ou azuladas e podem surgir ao longo de todo o ano.

Rosmarinus officinallis é o nome científico do Alecrim. Os romanos assim o batizaram devido ao seu aroma característico e ao fato desta planta crescer em regiões litorâneas, próximo ao Mediterrâneo. Rosmarinus significa orvalho do mar, em latim.

Devido às suas propriedades aromáticas, o Alecrim, tanto fresco como seco, é tradicionalmente utilizado na culinária de vários países. Costuma ser adicionado como tempero a uma grande variedade de carnes, tais como aves, caça, carne carneiro dentre outras.

Além do seu uso na gastronomia, o Alecrim também é frequentemente usado na medicina popular, para tratar ou aliviar os sintomas de diversas enfermidades. Seu óleo essencial também está presente em diversos itens de perfumaria. Desde a Antiguidade, o Alecrim vem sendo usado em cultos religiosos, queimado como incenso ou usado em unções na forma de óleo.

O cultivo do Alecrim é considerado fácil. No entanto, como as sementes demoram a germinar, o ideal é iniciar a plantação com estacas de plantas já adultas.

O melhor período para plantar Alecrim é na primavera e no verão. Trata-se de uma planta que aprecia bastante luminosidade, devendo ser regada apenas quando o solo estiver seco, evitando-se encharcá-lo.

Quer ter uma hortinha com Alecrim em casa? Nós ensinamos a preparar e a manter aqui e aqui, respectivamente.

Esperamos que tenham gostado!

Um beijo.

Deixe uma resposta

Comentários