Vamos Receber Entrevista: Marcos Proença

Mestre das cores, texturas e cortes, o cabeleireiro Marcos Proença é um dos profissionais mais requisitados e famosos do Brasil. Admirado pelo bom gosto em tudo o que toca, hoje ele divide conosco os seus segredos na hora de receber em casa e no salão, e se revela um grande anfitrião.

Depois de ter estudado beleza nas principais capitais da moda como Paris, Londres, Nova Iorque, Tóquio e Milão, não poderia ser diferente o seu olhar para tudo o que é cool, harmônico e aconchegante! Vamos à entrevista?

marcos proença entrevista

Vamos Receber: Como surgiu a paixão por receber bem?

Marcos Proença: Sempre fui em muitas festas e vejo como as pessoas recebem, mas sou do interior e lá existe um jeito um pouco diferente de receber. Minhas tias e minha mãe viviam se visitando, sempre com muita comida e de forma descontraída. Hoje, eu misturei essa mania de comer que a gente tem lá em casa com as referências de decoração das festas que eu frequento.

Vamos Receber: Quais foram os principais cuidados do bem receber em casa que você fez questão de levar para o salão?

Marcos Proença: Gosto que as pessoas tenham a sensação de que estão em casa, por isso temos poltronas no salão para o ambiente ficar acolhedor. Entre uma cadeira e outra, os espaços também dão mais conforto aos clientes. E sempre decoramos a recepção com flores que parecem dizer “sejam bem-vindos, nós estamos felizes com a sua presença”.

Vamos Receber: Um cardápio dos sonhos:

Marcos Proença: Amo o cuscuz da Maria Alice Solimene e os pratos frios do L’epicerie. Quando recebo em casa eu peço esses pratos ou preparo uma versão deles aqui em casa com minha ajudante que também faz um bacalhau maravilhoso.

Vamos Receber: Há algum ritual que costuma seguir ao se preparar para receber e evitar que algum detalhe seja esquecido? Qual?

Marcos Proença: Acho que uma das coisas mais importantes para que as pessoas se sintam bem é o grupo que você convida. Misturar tribos, pessoas que de alguma forma possam ter algum interesse em estar juntas. Isso deixa o encontro divertido e animado. Faço uma lista pensando nisso! Também estou viciado em mesas decoradas e temáticas. Penso nas cores e brinco em cima de tons e de temas para surpreender meus convidados.

Vamos Receber: Qual é a sua playlist perfeita para receber?

Marcos Proença: Depende do grupo que estou recebendo, mas quando quero que as pessoas conversem, a música tem que apenas participar do encontro sem incomodar. Quando eu quero que as pessoas dancem e fiquem muito felizes e animadas, prefiro deixar por conta de um DJ.

Vamos Receber: Você prepara os arranjos florais mais lindos! Quais suas flores favoritas e porque?

Marcos Proença: Adoraria saber fazer arranjos como os meus amigos floristas, como a Lucia Milan, a Patrícia Chapaval, a Alice Martins Flores, o Vic Meirelles, ou a Francisca Hubner. Eu admiro muito o trabalho deles! Acho que eu tenho um senso estético aguçado, então eu brinco com tons, misturo um ou dois no mesmo arranjo. Estou aprendendo. Eu tenho um sonho de consumo com peônias, mas no Brasil elas não duram muito e é difícil de achar, por isso eu comprei uma obra de arte do fotógrafo americano John Grant que é a imagem poética de peônia morrendo em movimento.

Vamos Receber: O que considera ser sua marca como anfitrião?

Marcos Proença: Eu gosto de um ambiente bem descontraído, nada engessado. Não quero que as pessoas sejam obrigadas a chegar num horário fixo. Quero que elas fiquem à vontade com tudo e que também possam ir embora quando quiserem. Acho interessante que as comidas e pratos não tenham hora certa para serem servidos, e ter uma mesa fria sempre posta para que os convidados se sirvam ajuda a recepção a ser mais leve.

Vamos Receber: O convidado perfeito tem quais características?

Marcos Proença: A alegria é a maior riqueza hoje. Não importa se você está num lugar simples, se a comida é arroz e feijão. O importante é a alegria das pessoas.

Vamos Receber: Jantar descontraído ou mais elegante? O que prefere e porque?

Marcos Proença: Jantar descontraído com certeza. Se é para ter prazer, e não estamos numa obrigação, então é para ficar bem à vontade!

Vamos Receber: Receber para você é…

Marcos Proença: É celebrar a vida! Todo momento que a gente toma uma bebida ou come algo gostoso em boa companhia, na minha visão o que estamos celebrando é a vida, a saúde, a alegria, e principalmente a amizade.

Esperamos que tenham gostado!

Para ver ler outras entrevistas inspiradoras, cliquem aqui!

Beijos!

Deixe uma resposta