FLOR DE BANANEIRA

Apesar de seu formato exótico e muito sofisticado, a tropical Flor de Bananeira é bastante produzida em solo brasileiro e típica da nossa cultura! Estamos apaixonadas por ela e por seu potencial ornamental, para arranjos e jardins.

Ela foi a nossa musa inspiradora na mesa de café da manhã Uma Manhã Alegre, um post recente no qual exploramos a sua beleza, representada na coleção de louças Bananeira, da loja Vestindo a Mesa. A partir de então, a nossa curiosidade sobre a Flor de Bananeira cresceu e pedimos ajuda para o colunista, expert no assunto, Anderson Santos!

flor de bananeira

A banana que conhecemos atualmente, nem sempre foi assim. Ela  evoluiu no sudeste da Ásia através da hibridação, um processo de cruzamento, das espécies selvagens Musa acuminata e Musa balbisiana, que unidas recebem o nome de Musa × paradisiaca. O nome científico da banana que consumimos como alimento é Musa paradisiaca. As bananeiras pertencem à família botânica Musaceae e não são nativas do Brasil, ocorrem naturalmente em países da África, Ásia e Oceania. No Brasil, ocorrem algumas espécies que são classificadas como subespontâneas, ou seja, foram trazidas de outros países mas se adaptaram tão bem ao clima daqui que vivem e se reproduzem na natureza como se fossem nativas.

As espécies selvagens de banana possuíam uma casca espessa, sementes numerosas e grandes, rodeadas de pouca polpa. A modificação para a banana consumida atualmente proporcionou o desaparecimento das sementes, um fruto com muita polpa e casca mais fina. É uma planta que apresenta rizoma que cresce horizontalmente na parte subterrânea. Suas longas folhas se agrupam formando um pseudocaule. As folhas das diferentes espécies de bananeira são relativamente grandes o que atribui às bananeiras o aspecto arbóreo. As flores da planta são reunidas em inflorescências, conjunto de flores que se dispõem na extremidade de um ramo. O chamado coração ou umbigo da bananeira é o conjunto de flores que se agrupa na extremidade da inflorescência.

A grande produção mundial de banana a coloca como o quarto alimento vegetal mais consumido no mundo, superando apenas o arroz, trigo e milho. Segundo os dados da Food and Agriculture Organization of the United Nations – FAO, em 2002 a produção mundial de banana foi em torno de 65 milhões de toneladas e a área plantada de, aproximadamente, 4 milhões de hectares, sendo o Brasil o terceiro maior produtor mundial de banana. O uso terapêutico das diferentes partes da bananeira são citados pela medicina popular com várias aplicações: cicatrizante, combate à depressão, diminuição da prisão de ventre, bronquite, dentre outras aplicações. Muito utilizada na culinária mundial, a banana tem uma grande representatividade no preparo de pratos brasileiros como farofas, doces e como item complementar à tradicional feijoada.

Além do valor comercial da banana, fruto muito apreciado na alimentação, as Musas, Flores de Bananeira, com suas folhas e inflorescências vistosas são de grande beleza e muito utilizadas em jardins. O chamado coração ou umbigo tem sido amplamente utilizado na decoração de arranjos florais e mesas, apresentando grande durabilidade e um certo excentrismo. O cultivo de bananeiras é extremamente simples, mas seu bom desenvolvimento só é notado se plantada diretamente em solo profundo. O plantio em vasos resulta em pouca durabilidade da planta e quase certa a morte do vegetal, já que a planta precisa de espaço para que seu rizoma possa crescer horizontalmente.

Esperamos que tenham gostado e que visitem a seção Flor da Semana, com outras espécies lindas que podemos ter por perto!

Beijos!

Deixe uma resposta

Comentários