Para organizar o quarto do bebê

Quando o bebê chega, é tanta novidade que a última coisa que a gente precisa é perder tempo – e passar nervoso! – procurando o body, a fralda ou a pomada de troca. Por isso, nessa hora tão especial quanto atarefada, ter um quarto organizado é indispensável. Para nos ajudar nessa tarefa, contamos com o trabalho mágico de Cris Faria, personal organizer do Viver Organizer, para pôr todo o enxoval de Arthur, filho de minha irmã, no seu devido lugar.

“Na cômoda a gente deve colocar tudo o que vai usar com mais frequência e de imediato, como as fraldas, a pomada, as toalhinhas de boca, toalhinhas de ombro. Toda essa parte de cuidados de higiene e as roupinhas de recém-nascido ficam neste móvel”, conta Cris. Ela sugere a seguinte divisão: na primeira gaveta, as roupas de recém-nascido a três meses. Na segunda, de três a seis meses.

Uma dica dessas de mudar a vida é etiquetar todas as divisões que você fizer. Assim, fica muito mais difícil das peças se misturarem o alguém se enganar e colocar uma roupa no lugar errado.

Para separar as roupas de maneira prática e funcional, reúna todos os bodies de manga curta numa fileira, os de manga comprida em outra, calças, bermudas, e assim por diante.

Use caixas para colocar roupas que o bebê ainda vai demorar para usar. Separe, novamente, por idade e etiquete, para facilitar a identificação. Depois, é só guardar na parte de cima do armário, abrindo espaço para os itens que estão sendo usados no momento.

Como as roupinhas dos bebês e das crianças são menores do que as nossas, dá para utilizar o espaço que sobra embaixo para colocar caixas com peças que não estão sendo usadas no momento.

Para decidir o que vai em cabide e o que fica dobrado, basta pensar no que amassa e no que não, e também em roupas que, ou são muito volumosas e não cabem direito nas gavetas, ou aquelas muito pequenininhas e que não funcionam bem dobradas. Macacões tipo jardineira, casacos, vestidinhos de tecidos que amassam e camisas devem ser sempre pendurados. “Peças de lã, linha, malha e algodão devem ser sempre dobradas, porque podem até estragar, formar aquele biquinho no ombro”, lembra Cris. 

Os jogos de lençol, cobertores e toalhas de banho podem ficar dentro do armário, em gavetas.

A sapateira guarda os calçados na parte baixa do armário.

Esperamos que as dicas tenham sido úteis para vocês!

Beijos!

Deixe uma resposta

Comentários