DO VASO À MESA E VICE-VERSA: A FLOR DE ALCACHOFRA

Quem gostou da mesa para a confraria de vinhos que mostramos aqui certamente reparou nas exóticas flores púrpura que pontuavam os incríveis arranjos preparados pelo nosso querido florista Marcio Leme, da Milplantas.

Ao conferir os créditos, é possível que vocês tenham se surpreendido ao saber que se tratava de flores de alcachofra, já que elas são muito mais comuns no prato que em vasos, não é mesmo?

Mas hoje, com a ajuda do nosso expert no assunto e amigo tão especial, o biólogo Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, vamos mostrar que a flor de alcachofra rende muito mais que um prato saboroso.

alcachofra2Foto: Pinterest.

Originária da região do Mediterrâneo e pertencente à grande família Compositae, que reúne as flores chamadas compostas, a alcachofra – cujo nome científico é Cynara scolymus – é parente de clássicas flores como a margarida, a dália, o crisântemo e a gérbera.

Ela é e foi cultivada por muitos séculos por suas propriedades medicinais, acreditando-se que seu uso na culinária tenha sido introduzido pelos antigos gregos e romanos.

A alcachofra que consumimos é, na verdade, uma inflorescência imatura. Antes que a floração se complete, a flor é colhida e preparada para o uso culinário. Por este motivo, quase não chegamos a ter o prazer de apreciar a exótica flor púrpura, repleta de delicados filamentos azulados que vocês viram sobre nossa mesa.

Uma curiosidade: apesar de frequentemente serem confundidos com pétalas, esses filamentos azulados são, na verdade, as brácteas (estruturas de proteção) das numerosas flores que compõem a alcachofra, mais ou menos como acontece com o girassol, como falamos aqui.

Introduzida no Brasil pelos imigrantes europeus, principalmente italianos, durante o século XIX, a alcachofra chegou a ser bastante utilizada no paisagismo dos jardins brasileiros da época, conferindo-lhes beleza e sofisticação.

A flor de alcachofra é uma receita certeira para surpreender com arranjos florais pra lá de originais e pode ser usada tanto fresca como desidratada.

Outras flores de alimento belíssimas e muito interessantes são a flor de cenoura, sobre a qual falamos aqui, utilizadas em um arranjo que amamos e que vocês podem ver aqui e a flor de alho, que usamos para um buffet de feijoada que vocês conferem aqui.

Esperamos que tenham gostado e que não se esqueçam dessas magníficas flores ao escolher arranjos para receber em casa. Os convidados agradecem!

Um Beijo!

Deixe uma resposta

Comentários