FLOR DE CENOURA

No sábado passado, aproveitamos o arranjo preparado para decorar a nossa casa durante a semana como centro de uma mesa charmosa de almoço para receber meus pais, que vieram da Bahia para o aniversário de minhas irmãs. Quem não viu, pode conferir aqui.

No arranjo – feito pelo querido Marcio Leme e a talentosa equipe da Milplantas – lindas flores de cenoura, sobre as quais falaremos um pouco mais hoje, ajudaram a compor a harmoniosa mistura de cores e texturas.

Esperamos que gostem das informações que reunimos com a ajuda do nosso biólogo favorito e expert em flores, Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê.

FlorDaSemana30

A cenoura é uma raiz cujo nome científico é Daucus carota. É daí que derivam os termos beta caroteno e carrot, em inglês.

A planta selvagem é nativa do Irã e Afeganistão, tendo sido cultivada originalmente em função de suas folhas aromáticas. Hoje, esta parte do vegetal é raramente utilizada na culinária ao passo que a sua raiz ganhou o mundo, sendo selecionada e aprimorada através dos séculos de modo a tornar-se mais palatável – particularmente, achamos que ela é uma delícia!

A flor da cenoura, embora menos conhecida, é incrivelmente complexa e tem uma importante função ornamental. Trata-se, na verdade, de um conjunto de flores, denominado inflorescência, cujo formato lembra um guarda-chuva invertido. Cada haste deste guarda-chuva principal é formada por um conjunto secundário de vários mini guarda-chuvas. A combinação de todos eles forma um delicado bouquet natural.

Cada minúscula flor branca é composta por cinco pétalas, cuja função é atrair insetos polinizadores para o néctar.

A flor de cenoura, como vocês puderam ver, fica linda em arranjos, conferindo-lhes delicadeza de uma forma inusitada. E, muito em breve, mostraremos a vocês que a própria cenoura também pode funcionar muito bem no centro da mesa. Aguardem!

Deixe uma resposta

Comentários