ORQUÍDEAS COLMANARA

Esta semana queremos trazer para vocês algumas ideias cheias de charme, mas, ao mesmo tempo, simples e muito fáceis de implementar.

Começamos com arranjos com cara de cortou e colocou no vaso, preparados exclusivamente com orquídeas, pelo talentoso Marcio Leme, da Milplantas. Eles ficaram perfeitos para a mesa linda, leve e solta que montamos no jardim e que vocês podem conferir aqui.

Depois mostramos uma proposta fácil, fácil de palitinhos para aperitivos com conchinhas na ponta. Apenas 2 passos e 1 minuto para que eles fiquem prontos para usar! Não viu? É só clicar aqui.

Hoje, nossa flor da semana é uma orquídea maravilhosa que requer apenas alguns cuidados bem simples para florescer várias vezes ao ano. Como não poderia deixar de ser, nosso querido expert, Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, foi quem reuniu as melhores informações sobre o assunto.

A família das orquídeas é conhecida por ser uma das mais vastas da natureza, composta por milhares de espécies que portam flores com as mais variadas formas, cores e aromas. Apesar desta diversidade, há sempre novas variedades sendo criadas. Através do cruzamento entre espécies naturais, ao longo dos séculos, os cultivadores criam orquídeas inéditas, com cores e formas nunca vistas.

A orquídea Colmanara é um dos frutos desse processo de melhoramento genético. Ela é resultante do cruzamento entre orquídeas dos gêneros Miltonia, Odontoglossum e Oncidium.

IMG_4121

Graças a esta herança, as flores da Colmanara lembram bastante as da Oncidium, ou Chuva de Ouro, ou, ainda, Dancing Ladies, como são conhecida em inglês.

Apesar da semelhança de forma, as cores são bem mais diversificadas que as da Chuva de Ouro. A Colmanara apresenta um rico padrão de cores, geralmente mesclando amarelo, branco, vermelho e marrom. As hastes florais são longas e repletas de pequenas bailarinas ricamente ornamentadas.

Devido à sua natureza híbrida, a Colmanara costuma ser uma orquídea de mais fácil cultivo em relação a seus ancestrais. Sua floração é bastante durável, podendo ultrapassar os dois meses. Quando bem cuidada, a Colmanara pode florescer várias vezes por ano. Estas características tornam esta orquídea ideal para os iniciantes, para os que cultivam em interiores e para aqueles que desejam ter belas flores ao longo de todo o ano.

Ela gosta de boa luminosidade, desde que o sol forte seja indireto. Apesar disso, a Colmanara pode ser exposta às primeiras horas do sol da manhã ou ao sol do finalzinho da tarde sem prejuízos. Nas horas mais quentes do dia, convém filtrar o sol com uma tela de sombreamento ou cortina fina.

Quem quiser saber mais sobre como manter suas orquídeas para sempre, basta clicar aqui, ou como escolher a orquídea ideal para sua casa, basta clicar aqui, textos preparados com a ajuda de Sergio (claro!) para deixar essas flores ainda mais lindas.

Esperamos que tenham gostado! Um beijo!

Deixe uma resposta