AS FARTAS HORTÊNSIAS

Para um aniversário muito especial que mostramos a vocês aqui, decoramos a mesa com múltiplos vasinhos em prata levando tulipas brancas, orquídeas phalaenopsis amarelinhas e hortênsias azuis.

Já faz algum tempo que queríamos falar com um pouco mais de detalhe sobre as hortênsias, que, além da mesa acima, também decoraram estas aqui, aqui e aqui, só para citar algumas.

Por isso, convidamos nosso expert e parceiro mais que querido, Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, para compartilhar conosco um pouco do seu conhecimento sobre o assunto.

FlorDaSemana03

A hortênsia é originária de países asiáticos, tais como Japão, China, Coréia e Indonésia. Pertencente à família Hydrangeaceae, a espécie Hydrangea macrophylla é a mais cultivada e comumente encontrada no mercado. Atualmente, existem mais de 600 variedades desta espécie nativa, obtidas através de cruzamentos e seleções.

Além da grande variedade de cores de hortênsias, que inclui o branco, o pink, o vermelho e vários tons de azul e púrpura, uma mesma planta pode produzir flores com cores diferentes, dependendo da composição química do solo em que é cultivada.

Hortênsias que crescem em solos mais ácidos, com pH menor que 7, produzirão flores que tendem mais para o azul. Já solos alcalinos, aqueles cujos valores de pH são maiores que 7, fazem com que as plantas produzam flores mais rosadas. Este fenômeno ocorre devido à influência do teor de alumínio presente no solo, que interage com os pigmentos florais e alteram sua coloração.

As hortênsias são melhor cultivadas em regiões de clima frio, sendo abundantes na região sul do país. Aliás, esta é a flor símbolo da cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul.

Trata-se de plantas que apreciam bastante luminosidade, podendo ser cultivadas sob sol pleno. Elas costumam gostar de solos com boa drenagem, sempre muito bem irrigados, que sejam ricos em matéria orgânica.

A melhor época para se plantar hortênsias é o inverno. A floração, contudo, inicia-se na primavera e pode estender-se até o outono.

Mas atenção. Existem alguns compostos tóxicos em todas as partes das hortênsias planta, então, ela precisa ser mantida fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Esperamos que tenham gostado! Um beijo grande.

Sergio Oyama Junior é o biólogo, fanático por orquídeas e idealizador do Orquídeas no Apê blog dedicado a essas lindas flores. Neste espaço, Sergio, que é graduado em Biologia pela Unicamp e pós-graduado em Bioquímica pela USP, gentilmente divide conosco um pouquinho do seu vasto conhecimento sobre as mais diversas plantas e flores, incluindo, é claro, as orquídeas.

Deixe uma resposta