DESABROCHANDO COM A PRIMAVERA: A BOCA DE LEÃO

Adoramos a graça e delicadeza da boca de leão e, aproveitando que essas lindas flores desabrocham com a chegada da Primavera, pedimos ao nosso querido amigo e colunista, Sergio Oyama Junior, do belíssimo Orquídeas no Apê, que falasse um pouco mais sobre elas em nosso quadro de hoje.

FlorDaSemana40

Sergio, querido, obrigada pelo carinho. É um prazer imenso poder contar com você por aqui.

A Boca de Leão, também chamada de Boca de Lobo ou Snapdragon Flower, em inglês, apresenta um porte herbáceo, com longas inflorescências que lembram espigas. Suas flores, quando pressionadas levemente nas laterais, lembram mandíbulas e maxilares de um animal (leão, lobo ou dragão), abrindo e fechando, daí os nomes pelos quais são conhecidas.

Cientificamente denominada Antirrhinum majus, a Boca de Leão é nativa da região do Mediterrâneo, ocorrendo em países como Marrocos, Portugal, França e Turquia.

Na natureza, suas flores ocorrem nas cores pink e púrpura. No entanto, atualmente, também há cultivares híbridos em diversas cores, tais como branca, amarela, laranja, vermelha e roxa.

A Boca de Leão costuma ser semeada durante o inverno, florescendo agora, no início da Primavera, em áreas de clima temperado, que não apresentem altas temperaturas. Elas também são bastante populares em arranjos, como flor de corte.

Uma curiosidade sobre a Boca de Leão é que ela forma cápsulas de sementes que, uma vez secas, lembram pequenos crânios, semelhança que fez com que, no passado, a flor estivesse associada a poderes míticos.

Esperamos que tenham gostado.

Um beijo

Sergio Oyama Junior é o biólogo, fanático por orquídeas e idealizador do Orquídeas no Apê blog dedicado a essas lindas flores. Neste espaço, Sergio, que é graduado em Biologia pela Unicamp e pós-graduado em Bioquímica pela USP, gentilmente divide conosco um pouquinho do seu vasto conhecimento sobre as mais diversas plantas e flores, incluindo, é claro, as orquídeas.

Deixe uma resposta