ORQUÍDEA DENDROBIUM

Dentre as flores que começam a florir agora que a Primavera chegou está uma belíssima orquídea, sobre a qual já falamos aqui.

Nesta semana, resolvemos falar de uma forma um pouco mais completa sobre ela e, para tanto, ninguém melhor que nosso querido amigo e orquidófilo Sergio Oyama Junior, do belíssimo Orquídeas no Apê  – um must read para qualquer pessoa que, assim como nós, seja apaixonada por orquídeas.

FlorDaSemana42

O gênero Dendrobium é um dos maiores dentro da família das orquidáceas. Dependendo do parâmetro de classificação utilizado, pode conter cerca de 1.200 espécies diferentes, além de um incontável número de híbridos.

O Dendrobium é uma orquídea asiática, presente em diversos países, como China, Japão, Índia, Filipinas, Indonésia, dentre outros. Seu nome é derivado das palavras gregas dendron (árvore) e bios (vida), refletindo a maneira como esta planta vive, predominantemente sobre as árvores.

Apesar da grande diversidade de espécies, dois tipos de orquídeas Dendrobium são amplamente apreciados como flor ornamental: o Denphal, que já falamos aqui, e o Dendrobium nobile, popularmente conhecido como orquídea Olho de Boneca. O apelido carinhoso deve-se ao fato de suas flores possuírem o centro arredondado e escuro, circundado por uma área mais clara, lembrando a imagem de um olho.

A grande maioria das orquídeas Olho de Boneca que encontramos no mercado, nas mais diferentes cores e formas, é constituída por híbridos descendentes do Dendrobium nobile. Esta orquídea é uma das 50 ervas fundamentais utilizadas pela tradicional medicina chinesa.

Apesar de o Dendrobium ser uma orquídea bastante resistente, seus pseudobulbos costumam perder todas as folhas, que amarelam, secam e caem. Mas, é um processo natural. As canas secas e enrugadas produzirão belas florações, no tempo apropriado, que é o início da primavera.

Esperamos que tenham gostado.

Um beijo!

Sergio Oyama Junior é o biólogo, fanático por orquídeas e idealizador do Orquídeas no Apê blog dedicado a essas lindas flores. Neste espaço, Sergio, que é graduado em Biologia pela Unicamp e pós-graduado em Bioquímica pela USP, gentilmente divide conosco um pouquinho do seu vasto conhecimento sobre as mais diversas plantas e flores, incluindo, é claro, as orquídeas.

Deixe uma resposta