COMO ESCOLHER A ORQUÍDEA IDEAL PARA SUA CASA

Inspiradas nas incríveis orquídeas dos arranjos que montamos com a ajuda do querido Marcio Leme, da Milplantas, para uma mesa de doces ideal para um noivado – que vocês podem conferir aqui – esta semana pedimos a Sergio Oyama Junior, biólogo, colunista semanal do nosso site e expert por trás do Orquídeas no Apê, que nos ajudasse a escolher a orquídea ideal para nossa casa.

como escolher a orq certa

Existem mais de 35.000 espécies de orquídeas no mundo, isso sem falar dos incontáveis híbridos, que são misturas entre espécies. E, como cada orquídea tem suas peculiaridades, o tipo de ambiente a que elas se adaptam melhor também varia bastante.

Por exemplo, apesar de a grande maioria das orquídeas viver sobre as árvores, há orquídeas terrestres, outras que são capazes de crescer sobre pedras e as que vivem debaixo de sol pleno. Existem, ainda, orquídeas de clima mais frio e outras típicas dos trópicos. A variedade é realmente imensa.

Assim, antes de escolher a orquídea que pretendemos cultivar, é importante verificar a quantidade de luz e de ventilação que nossa casa – e, mais especificamente a área em que pretendemos manter a orquídea – recebe, a umidade e a temperatura média do local.

Dentre todos esses fatores, talvez a luminosidade seja um dos mais relevantes.

A maioria das orquídeas gosta de bastante luz. Algumas, no entanto, não sobrevivem sob sol direto e outras precisam dele para se desenvolver.

Por receberem luz a maior parte do dia, espaços voltados para o norte são ideais para o cultivo das orquídeas. Os de face leste também funcionam muito bem por receberem o sol da manhã.

Espaços de face oeste e sul não são tão adequados. Os de face oeste porque tendem a ser quentes demais – precisando de telas de sombreamento ou cortinas finas que filtrem o sol da tarde – e os de face sul por normalmente receberem pouca luz.

A seguir, preparamos uma listinha com alguns tipos de orquídea e suas condições de luminosidade ideal:

Orquídeas que precisam de bastante luz indireta: Cattleya, Dendrobium e Vanda (que precisa de luminosidade intensa).

Orquídeas que apreciam sol direto: Epidendrum fulgens e Cymbidium.

Orquídeas que podem ser cultivadas com menos luminosidade: Phalaenopsis, Ludisia discolor (a orquídea joia), e a maioria das micro-orquídeas.

E então, quais são as orquídeas ideais para a sua casa?

Deixe uma resposta

Comentários