Esta semana, escolhemos falar sobre uma flor muito especial, a Flor de Cerejeira, um lembrete de que o tempo é nosso bem mais precioso e que, portanto, devemos escolher com todo carinho e cuidado a forma pela qual pretendemos gastá-lo. Mais que isso, é um lembrete de que, se formos sábios em nossas escolhas, o tempo que deixamos para trás se transformará em lindas lembranças, essas sim a nos acompanhar para sempre.

FlorDaSemana28

Quem nos ajudou a falar com propriedade sobre essas flores maravilhosas e tão cheias de significado foi nosso querido Sergio Oyama Junior, do Orquídeas no Apê, a quem não poderemos jamais agradecer o suficiente pela colaboração, paciência e confiança.

Especula-se que as cerejeiras sejam plantas originárias do Himalaia. Atualmente, elas se encontram distribuídas por diversos países de clima temperado, florescendo durante o final do inverno e início da primavera.

A Flor de Cerejeira está intimamente associada à cultura oriental. É a flor símbolo do Japão, onde é conhecida como sakura, e, tradicionalmente, simboliza a “impermanência”.   Neste país, ela também está associada à figura do samurai e à efemeridade de sua vida.

Isso porque sua floração é brevíssima, durando cerca de duas semanas. O pico do desabrochar, no entanto, ocorre em um intervalo ainda menor, de apenas três a quatro dias. A florada das cerejeiras, inclusive, leva milhares de pessoas aos parques do Japão, onde se pratica o hanami, tradicional costume de sentar-se sob as cerejeiras e apreciar suas flores.

A delicada Flor de Cerejeira tem uma beleza ímpar e é produzida por várias árvores asiáticas do gênero Prunus. A cerejeira ornamental mais comumente utilizada é da espécie Prunus serrulata.

Apesar de toda a beleza e delicadeza, não é trivial compor arranjos com Flores de Cerejeira, já que elas estão presas aos galhos de uma árvore e são de curta duração. As Flores de Cerejeira costumam ornamentar composições de maior altura, com temas orientais. Particularmente, são bastante usadas na tradicional técnica ikebana, onde os galhos são fixados em bases de ferro com pregos, chamadas de kenzan.

Sobre a Flor de Cerejeira, e o tempo, já se dizia que se deve aproveitar o momento, celebrar a sua chegada e reconhecer sua passagem sem lamentações. É por isso que não podemos nos esquecer de fazer realmente valer a pena:

Enjoy the moment, celebrate its coming, acknowledge its passing without sorrow” (Mandy Kirby. A Victorian Flower Dictionary).

Um beijo!

Começamos essa semana compartilhando com vocês uma mesa que fizemos para um almoço em família.

mesa posta

Laranja, marrom, verde e amarelo queimado foram os tons escolhidos para uma tarde de inverno com pouco sol, mas muito agradável.

Em contraste à elegância do vaso murano verde com fios de ouro maravilhoso, buriti, jurubeba e blueberries deram o toque rústico necessário e apropriado para a ocasião.

arranjo

O arranjo maravilhoso e muito original foi feito com a ajuda do amigo e florista muito talentoso Márcio Leme da Milplantas. Para quem tem curiosidade para saber como o arranjo foi feito, segue um resumo bem sucinto: (i) primeiro, o vaso murano foi protegido com papel celofane; (ii) em seguida, a espuma floral foi adicionada já umedecida; (iii) o buriti e a jurubeba foram espetados pela raiz na espuma; e, por último, (iv) as blueberries foram adicionadas, soltas no arranjo.

arranjo

Para compor a mesa, louça berries e brambles noritake maravilhosa da Cambui Store, talheres bugatti divinos, copos amarelos de vidro e taças de vinho em cristal transparente.

IMG_0162

IMG_0226

IMG_0229

Jogos americanos de miçanga marrom, guardanapos ferrugem, porta-guardanapo de avencas e papagaios completaram a mesa.

IMG_0158

Vejam mais fotos desse almoço com buriti:

mesa posta

murano

mesa posta

avencas

IMG_0208

arranjo

Depois do almoço, servimos cafezinho em uma  bandeja maravilhosa em prata e palha da Cambui Store.

IMG_0251

IMG_0259

IMG_0262

Louça, murano, talheres, copos amarelos, pássaros, xícaras de café, bandeja em prata, bule para café em prata, salva em prata e açucareiro em prata: Cambui Store | Arranjo: Milplantas | Jogos Americanos: Tania Bulhões | Porta-guardanapo: Couvert.

Gostaram?

Um beijo grande e boa semana a todos

Como mencionamos no post anterior, na semana passada tivemos o prazer de participar de um almoço maravilhoso na loja Tania Bulhões, cujo menu foi assinado por um dos nossos buffets favoritos, o Grecco Coppola.
Naquela oportunidade, conhecemos um dos poucos pratos que ainda não havíamos experimentado, o famoso coquetel de camarão. Como quase não amamos camarão, pedimos a receita para a querida Beatriz Conde, que, junto Paulo Mauro Neto, hoje comandam o buffet fundado em 1999 [para saber um pouco mais sobre o Grecco Coppola, basta clicar aqui].   
Eis ela! Receita fácil, rápida, deliciosa e uma ótima entrada para servir a seus convidados!!!
banner coq camarao
Os ingredientes estão abaixo e a quantidade sugerida serve 6 pessoas:
coquetel de camarao
Modo de Preparo:
1. Retire a casca dos camarões e mantenha o rabo (nós já compramos os camarões limpos e com o rabo. Na receita do penne de camarão, indicamos Tonho Pescados, que vende frutos do mar de altísssima qualidade e entrega em casa como desejar. O telefone de Tonho é: (011) 99798-9152 / 7833-3179 / 2684-3744).
2. Em uma panela, ferva a agua em fogo médio, com o sal e os camarões (3 min, mais ou menos, quando estiver rosado pode retirar. Atenção: não deixe ferver muito, pois o camarão pode encolher).
3. Em outro recipiente, adicione a maionese, o ketchup, o leite e a salsinha. Misture bem.
4. Deixe o molho na geladeira por, pelo menos, 30 minutos.
5. Arrume os camarões como achar melhor e sirva-os!
Gostaram?
Bom apetite a todos e um ótimo final de semana! Um beijo!