VAMOS RECEBER ENTREVISTA: KIKA SIMONSEN

Um novo lar, milhões de motivos para comemorar, aquela vontade de começar a fazer tudo de um jeito que é só seu, os primeiros anos de casamento sem dúvida são extremamente animados na casa de um casal.

E é por isso que, já faz algum tempo, queríamos começar a fazer edições do Vamos Receber Entrevista com recém-casadas, descobrindo tudo sobre como elas vêm se preparando para receber seus convidados.

E não poderíamos ter começado melhor. Casada há menos de um ano, dona de um astral e de uma simpatia absolutamente contagiantes, Kika Simonsen certamente sabe criar a atmosfera perfeita para um encontro animado na companhia de gente querida, boa comida, boa bebida e música de muito bom gosto.

Além de tudo, Kika é uma artista plástica maravilhosa e ainda comanda a marca que leva seu nome. Ali, com todo talento, ela une arte e moda em peças incríveis, divertidas e atemporais.

Kika, querida, obrigada por participar dessa edição do Vamos Receber Entrevista. Você sabe o imenso carinho que temos por você!

Vamos à entrevista?

entrevista kika simonsen

Vamos Receber: Como você gosta de preparar a casa para receber os amigos e a família.

Kika Simonsen: Gosto de preparar jantares para 3 ou 4 casais de cada vez. Costumo dispor tudo em um buffet para os convidados se servirem e comerem no sofá enquanto conversam. Dessa forma, o clima fica mais descontraído, divertido e os convidados ficam bem à vontade. Também sirvo vinho ou champagne e sempre começo com algumas entradinhas gostosas para acompanhar. Gosto de florir o apartamento com orquídeas. Geralmente coloco um vaso com a flor na mesa de jantar, outro na sala, e alguns espalhados pelos ambientes.

Vamos Receber: Quando o assunto é receber, há algum costume com que você cresceu na casa de seus pais e que fez questão de adotar em sua própria casa depois do casamento? Qual?

Kika Simonsen: Cresci com o costume de sempre me preocupar muito com o bem estar dos meus convidados, perguntando com antecedência se eles têm alguma restrição alimentar e reparando bastante no paladar de cada amigo que eu recebo para tentar agradar e fazer todo mundo se sentir à vontade. Os meus pais sempre foram muito perfeccionistas ao receber, o que, graças a Deus, foi muito bom para mim.

Quando morava com meus pais, no entanto, receber era um pouco mais formal e algo que eu precisava decidir com mais antecedência para organizar tudo muito bem: a decoração, a comida e tudo mais. Depois de casada tudo ficou mais natural e espontâneo. Acabo recebendo menos gente por vez, é verdade, só que com mais frequência e de um jeito mais descontraído.

Vamos Receber: Uma anfitriã ou anfitrião que você admira e porquê.

Kika Simonsen: Minha mãe e minha irmã.

Minha irmã mora sozinha há muitos anos e sabe cozinhar muito bem. Além disso, ela sempre sabe preparar o apartamento do jeito ideal para receber e deixar todo mundo à vontade (como recém-casada, eu ainda estou aprendendo).

Também admiro muito minha mãe, pelo seu bom gosto e por ser muito cuidadosa com tudo. A cada almoço que ela prepara, a mesa é decorada de uma forma diferente, sempre com muitas flores e os mais lindos objetos. O Natal na casa dela é ainda especial com a mesa toda em verde e vermelho, comidas maravilhosas típicas da época, tudo combinando com a decoração da casa toda, que ela prepara de um jeito lindo, clássico e na medida.

Vamos Receber: Para você, qual é o número ideal de convidados para se receber em casa e porquê.

Kika Simonsen: Quando vou fazer um jantar gosto de receber 3 ou 4 casais por vez. Esse número é bom porque consigo dar atenção para todo mundo e fazer com que todos interajam. Quando tem muita gente, os papos paralelos acabam sendo inevitáveis e é difícil colocar a conversa em dia com qualidade.

Porém, quando vou comemorar um aniversário ou reunir amigos só para um esquenta, acabo recebendo de 30 a 40 pessoas em casa e é sempre super animado.

 Vamos Receber: Três músicas que não podem faltar na sua playlist para receber os amigos.

 Kika Simonsen: Eu gosto de entrar no Spotify na lista do meu marido – Rodrigo Ticoulat – ele é muito bom com música e prepara várias playlists diferentes. Há playlists com músicas ambientes mais calmas e outras animadas, para colocar conforme a ocasião.

Vamos Receber: Uma entrada, um prato principal e uma sobremesa que comporiam o seu cardápio dos sonhos.

Kika Simonsen: Meu cardápio dos sonhos seria mais ou menos assim:

Amo carpaccio, ou foie gras como entradas (mas tenho tentado evitar foie gras ultimamente).

Para o prato principal, meu cardápio teria 3 opções. A primeira seria o strogonoff do Freddy (é o prato predileto do meu marido e eu acabei ficando viciada. Amo o tempero deles, fica muito bom). A segunda opção seria uma bela massa com frutos do mar e a terceira um pato com purê de maçã (amo misturar doce com salgado! O pato com purê de maça do Freddy também é incrível).

Para a sobremesa, as opões seriam 4: Torta Bianca do Forneria San Paolo, com calda de chocolate ou frutas vermelhas. Bolo Red Velvet; brownie com sorvete de flocos e, claro, o bolo de morango que a minha babá fazia quando eu era criança e continuou fazendo até os meus 20 e poucos anos !!!

Vamos Receber: Almoço com os amigos ou jantar à luz de velas?

Kika Simonsen: Depende do dia… gosto quando a situação combina com a vibração das pessoas, quando a comida combina com a música que combina com os convidados e o ambiente.

Amo aqueles almoços que se tornam almo-raves. Um almoço inesquecível foi o do meu aniversário de 25 anos. Foi uma pizzada de domingo que começou às 3 horas da tarde e acabou só às 4 da manhã do dia seguinte. Foi informal só que muito animado. Eram 50 convidados, com DJ, bar de caipirinhas e muito vinho rosé.

Mas às vezes tudo o que quero é um bom jantar à luz de velas. Lembro de um final de semana na fazenda em que estávamos em 4 casais. Os homens organizaram um jantar maravilhoso e o incrível foi que eles fizeram tudo sozinhos, da massa trufada até o caminho de velas que levava a um jardim italiano onde o jantar aconteceu ao som de uma playlist ambiente que criou um clima muito agradável para a noite.

Vamos Receber: O que adora receber de presente de seus convidados?

Kika Simonsen: Vinho rosé!!!

Vamos Receber: Como é a sua casa? Existe algum detalhe ou algum espaço que foi pensado para torná-la mais funcional para receber. Em caso afirmativo, qual?

Kika Simonsen: Nosso apartamento é um loft bem moderno, com tudo de concreto e tijolo aparente, e isso ajuda muito a aproveitar bem o espaço e receber os amigos. Além disso, a nossa cozinha também é integrada com a sala.

Vamos Receber: Um jantar inesquecível a que você foi e porquê.

Kika Simonsen: O jantar em que fui pedida em casamento.

Esse jantar aconteceu há 3 anos em Istanbul. O jantar foi durante o pôr do sol, com vista para Bósforo, no Ciragan Palace Kempinsky. Depois do jantar meu marido e eu fomos para o bar de Narguile do hotel e, quando eu pedi o meu, lá estava o anel com um monte de pétalas de flores. Foi muito emocionante e inesquecível. Eu estava apaixonada por Istanbul, a riqueza da cultura e todas as histórias de lá, e, quando, ali, naquela noite, meu marido me pediu em casamento, nem acreditei de tão maravilhoso.

Esperamos que tenham gostado!

Um beijo grande.

UM ALMOÇO PARA RELEMBRAR

Quem nos acompanha no instagram (@vamosreceber) sabe que o último final de semana foi cheio de emoções e comemorações.

A família e os amigos baianos estavam em peso em São Paulo, para comemorar a despedida de solteiro, o chá de cozinha e o chá-bar de minha irmã, Juliana, e do meu cunhado, André.

Foi muito emocionante participar desses momentos e ver a felicidade deles com cada detalhe. É o que faz tudo valer a pena e a saudade aperta quando tudo termina (em breve, trataremos de cada um desses eventos em posts específicos. Aguardem!).

Para aproveitar um pouco mais a família em São Paulo, preparamos um almoço descontraído no jardim.

IMG_9759

IMG_9773

Lilás, rosa, verde e marsala foram os tons escolhidos para a ocasião.

Flores do campo, dianthus, rosa spray e kalanchoe foram harmoniosamente dispostos pelo querido amigo e florista maravilhoso Márcio Leme, da Milplantas, em vasos muranos uva com fios em ouro da Presentes Mickey.

IMG_9680

IMG_9691

IMG_9704

IMG_9725

IMG_9697

Para compor a mesa, louça floral delicada nos exatos tons das flores, taças transparentes Villeroy&Boch e Strauss, para água e vinho, jogos americanos em miçanga cru, guardanapos de linho cru e porta-guardanapos de peônia fúcsia.

IMG_9743

IMG_9667

IMG_9689

IMG_9673

IMG_9702

IMG_9796

Descansos de talher da Herend, recém adquirido em uma viagem, deram charme à mesa.

IMG_9673

Vejam mais fotos desse almoço que também já deixou saudade.

IMG_9771

IMG_9799

IMG_9760

IMG_9714

IMG_9721

IMG_9715

IMG_9723

IMG_9736
IMG_9772

IMG_9804

IMG_9794

IMG_9728

IMG_9793Louça, talheres, muranos e taças transparentes: Presentes Mickey | Jogos americanos: Matisse | Guardanapos e porta-guardanapos: Couvert | Flores: Milplantas.

Esperamos que tenham gostado. Ótima semana a todos.

PÉ DE MOLEQUE!

É inevitável. Nossa festa é sempre Julina!

No ano passado, comemoramos com amigos do coração em Brasília, como mostramos a vocês aqui. E, neste ano, para não esquecer o sabor gostoso dessa festa tão linda e tão tipicamente brasileira, compartilharemos com vocês uma receita fácil, fácil de fazer e com a cara do São João, São Pedro, Santo Antônio…Pé de Moleque!!

pe de moleque insta

A receita é de família e já foi passada de mãe para filha e agora…para amiga! Flavia e Thais, queridas, muito obrigada!

Vamos à receita?

Os Ingredientes estão abaixo e a quantidade sugerida rende pelo menos 20 pés de moleque:

pe de moleque

Modo de Preparo:

1. Leve o amendoim cru com o açúcar ao fogo e mexa até o açúcar derreter completamente.

2. Em seguida, misture o leite condensado, mexa um pouquinho e desligue o fogo.

3. Despeje a mistura sobre uma superfície untada e alise até obter a espessura desejada.

4. Quando estiver frio, corte em pedacinhos.

Um beijo e bom final de semana!

Voltar para o topo